Um vegano morreu após recusar administração da vacina COVID por ser testada em animais. O inglês Glynn Steel tinha 54 anos e estev duas semanas nos Cuidados Intensivos.

De acordo com o Daily Star a mulher Emma recebeu as duas doses da vacina e agora apenas tem pela frente “um futuro vazio, sozinha”.

Emocionada, Emma disse: “As última palavras dele foram ‘Eu nunca me senti tão doente, quem me dera ter levado a vacina’. Foi de destruir o coração. Implorou que lhe dessem a vacina antes de ser posto em coma induzido e com respiração assistida”, afirmou.

O homem era apaixonado por animais, motivo que o levou a não querer receber a vacina, já que a mesma foi testada em animais como forma de garantir a sua segurança.

“Fiquei com ele até ao fim. Vou sentir a falta, para sempre, do nosso companheirismo, do nosso amor, da nossa ligação”, disse a esposa Emma.