Quanto mais inteligente, mais difícil é para uma mulher se casar, aponta uma pesquisa de várias universidades inglesas. Assim, as mulheres têm 40% menos probabilidade de se casarem se forem bem sucedidas ou tiverem estudos universitários ou de pós-graduação.

Os especialistas britânicos analisaram um grupo de 900 mulheres e homens por 40 anos. Todos eles foram observados desde os 11 anos de idade. Após uma série de análises, concluiu-se que quanto melhor a mulher estiver no ambiente de trabalho, mais difícil será para ela se casar.

Isso geralmente acontece quando elas decidem procurar educação superior e querem, encorajadas pelas suas habilidades intelectuais, continuar a crescer profissionalmente. Isso não significa que não querem se casar, mas que preferem esperar por um parceiro inteligente, perspicaz e ativo.

Para o psicólogo e professor da Universidade de Nottingham, Paul Brown, “as mulheres querem mais independência, mas, ao mesmo tempo, todos nós procuramos relacionamentos. O paradoxo da posição pós-feminista é criar um sistema social no qual a independência e a interdependência possam florescer“.