Somos ingratos com o Criador quando tratamos mal tudo aquilo que deveríamos tratar bem. Somos ingratos com o Criador quando tratamos mal tudo aquilo que deveríamos tratar bem. Tens te sentido angustiado, ultimamente?

Queres ir para algum lugar, mas não sabes onde? Podes até já ter mudado de casa, de emprego, de parceiro, ou de país, mas continua com essa angústia, agonia; parece que não sabe o que quer, não sabes onde ir.

Já experimentaste passar um tempo com a Natureza?

Calares-te e ouvires apenas o som da Natureza, deixar os teus pensamentos fluírem à vontade; sentir o vento na sua pele, no teu rosto; sentir o calor do sol aquecendo o teu corpo; banhares-te nas águas do mar ou do rio.

Deixa que o teu corpo sinta a natureza! Muita gente tem medo do frio ou do calor, pois pensam que faz mal. Faz mal é estarmos cada vez mais longe daquilo que é a nossa fonte de vida, da nossa essência.

Estamos a caminhar para a extinção. Só não vê quem não quer; quem está demasiado ocupado a trabalhar para acumular lixo; quem está demasiado ocupado a cuidar da própria imagem, quando o interior está vazio.

Por isso te pergunto: qual o teu propósito de vida hoje? Tu te questionas sobre se estás a fazer bem as coisas, se estás no caminho certo? Sabes as respostas para estas questões?

Acredito que o que Deus realmente quer, é sentir orgulho da tua criação. É tudo o que um pai quer! No entanto, estamos a fazer tudo ao contrário. Somos motivo de tristeza para Deus, pois estamos colocando em risco toda a criação dEle, por causa da nossa desobediência.

Somos ingratos com o Criador quando tratamos mal tudo aquilo que deveríamos tratar bem! Gratidão nada mais é do que felicidade, aquela felicidade tão procurada por todos, mas para sentirmos gratidão temos de ser humildes.

O paraíso é aqui! O nosso dever é cuidar desse jardim!

Tudo que está nesse jardim cumpre o seu papel, menos nós. Todo o ser vivo desse jardim cumpre o seu papel, para aquilo que foram criados. Toda a natureza na sua infinita bondade nos fornece tudo o que necessitamos! Tudo mesmo! Ela cumpre o seu papel!

Tudo o que está neste planeta, neste jardim, é fornecido por Ele mesmo; ele é auto-suficiente; ele cria; ele é o próprio Criador. Nós, seres humanos, somos o desequilíbrio desse eco-sistema, desse jardim, pois não estamos a cumprir o nosso papel.

O nosso papel é cuidar desse jardim que nos dá a vida; que nos fornece o alimento; que nos fornece água; que nos fornece oxigênio; que nos fornece paz.

A única coisa que ele pede em troca é cuidado, AMOR.

Pára de cuidar demasiado dos teus móveis, do teu carro, da tua casa, da tua conta bancária. Cuida primeiro daquilo que realmente importa! “Buscai primeiro o reino de Deus e tudo o mais vos será acrescentado”. Cuida da tua fonte de vida, primeiro; ama a natureza; ama os outros seres vivos, todos eles.

Amar é cuidar; é não matar, simplesmente, porque me sinto superior. Mata apenas, se não houver outra opção, pois infelizmente, para que uns possam sobreviver, outros têm de morrer.

Quando falo de seres vivos, falo de tudo o que está nesse jardim: das tuas árvores frondosas que formam grandes florestas que filtram o ar que respiramos; dos teus rios maravilhosos que estão cheios de vida, vidas que servem de alimentos para nós e para outros; da água viva que corre pela montanha abaixo, cumprindo o seu papel; dos oceanos e mares que são a mais pura demonstração de generosidade do Criador, para com o homem.

Somos os únicos seres nesse jardim que não está a cumprir o seu papel!