Sérgio Praia confessou que comeu do lixo e dormiu na rua! O passado do protagonista da novela ‘Amar Demais’ e estrela do filme ‘Variações’, foi revelado pela TVI.

Em conversa com Manuel Luís Goucha, o ator contou a sua dolorosa infância e juventude. Recordou o quanto sofreu quando, aos 16 anos, fugiu de casa, o afastamento que mantém dos pais, e como se encontrou na representação. 

“Decidi fugir de casa e ir para o Porto. Roubei 40 contos ao meu pai. Abri-lhe um cofre com um pé de cabra. Fiz um saco com atum, salsichas, velas, uma carta de uma amiga do Porto, umas calças e sapatilhas de ballet. Fugi pela praia. Fui até Esmoriz”, disse.

No Porto, Sérgio dormia nas obras “numas casinhas que existem em qualquer obra, onde os trolhas guardam as marmitas”. E comer? “Comia na rua… o que encontrava”, referiu choroso..

Filho de um “um homem muito violento” e da mãe “que sofreu muito naquelas mãos”, ele confessa que hoje os pais se amam e são felizes. A violência acabou entre o casal.

Ainda assim, Sérgio Praia continua muito afastado dos dois seres que lhe deram a vida. “As coisas quando não são criadas de raiz, dificilmente vão ter uma ligação mais tarde. O que eu sinto com a minha família é isso. Nunca tive ajuda de nenhum deles e não os culpo, nunca tive uma ajuda para perceber o que é gostar ou sentir carinho, nunca senti isso dos meus pais. Mais tarde, quando me é pedido isso, eu sinto-me vazio. Não sinto que haja ligação. Quero ser verdadeiro comigo, não vou, passado uns anos, fazer de conta que ficou tudo bem”, afirma.

Na sua conta de Instagram, o ator acabou por dar uma explicação: “Não costumo falar sobre a minha vida. Mas nesta fase estranha que vivemos tenho sentido vontade de me aproximar mais de quem gosta de mim, de quem de certa forma é importante para o meu crescimento. Na vida nada se constrói sozinho”