Sara Sampaio destruiu Ventura e acabou insultada: “Mandaram-me de volta à cozinha”. Na terça-feira, a manequim usou as redes sociais para criticar duramente o partido Chega e o seu líder André Ventura. Ela escreveu: “Foi assim que tudo começou! Que nojento.”

Ela referia-se às ações do político, que ele comparou a uma homenagem nazista. No entanto, a modelo acabou por ser atacada por alguns seguidores e defendeu-se: “Bem, os fascistas, machistas, racistas, etc., saíram todos da toca! Parece que ofendi muitos egos de m*** aqui! Se a carapuça serve… uns mandaram-me de volta à cozinha, outros para me dedicar só à moda, uns até me chamaram de pega!”.

O “anjo” da Victoria’s Secret não se ficou por aqui mostrando insatisfação com o comício do Chega perto de onde vive a família – Leça da Palmeira – “Ontem à noite cheirava muito a m*** aqui perto de minha casa. Já percebi porquê… houve um comício do Chega”, disse. Perante as críticas, Sara defendeu-se: “Continuo a ter o direito à minha opinião e vocês não deixam de ser uma vergonha, gente”.