Ruth Marlene foi ao hospital e revelou: “Sofri discriminação”, disse na sua conta de Instagram em forma de desabafo.

a cantora necessitou tratar uma amigdalite e acabou por ir parar às urgências do hospital, sendo-lhe dada a pulseira amarela que significa um problema urgente a ser tratado, mas que na verdade acabou desvalorizado.

“Ainda à espera”, disse Ruth Marlene. E continuou: “Estou a ficar louca. E quando estás no hospital, desde as 22:00 horas, sentada, à espera de ser atendida?”, perguntou a cantora de 43 anos.

A cantora acabou por partilhar um vídeo onde disse: “Meus queridos, quero-vos dizer que já saí do hospital. Não tenho nada de grave. Tenho uma amigdalite que tem de ser tratada, porque, na próxima quarta-feira, vou cantar a Coimbra para os estudantes.”

Como o tema ficou polémico, ela esclareceu: “Não foi o tempo de espera que me indignou, mas, sim, as pessoas com pulseira verde serem chamadas primeiro do que eu, mesmo tendo chegado depois. Sofri discriminação.”