“Quem tem de pedir desculpa foi quem interpretou mal”, atira António Costa sobre declarações de Marcelo Rebelo de Sousa, mostrando-se todo o apoio ao Presidente da República.

Para o Primeiro Ministro essa foi “interpretação inaceitável” das palavras de Marcelo Rebelo de Sousa relativamente so número casos de abusos s**** na Igreja.

“Todos nós conhecemos bem o Presidente da República (…) todos sabemos bem que, para uma pessoa como o professor Marcelo Rebelo de Sousa, um caso que fosse de abuso s*** sobre crianças seria algo absolutamente intolerável”, acrescenta António Costa.

O primeiro-ministro diz não ter “a menor das dúvidas” sobre a opinião de Marcelo “designadamente sobre uma matéria que afeta gravemente a consciência social”.

“Não tenho qualquer dúvida que se fosse um único caso seria para o Presidente da República algo absolutamente intolerável”, apontou.

António Costa vai ainda mais longe e afirma “quem tem de pedir desculpa foi quem interpretou mal as palavras do presidente”.