As praias da Caparica vão estar fechadas no mês de Agosto e à vez, durante cerca de cinco dias.

Segundo a TSF, “pretende-se que se consiga colocar um milhão de metros cúbicos nos vários areais, a começar pelas praias da Saúde e Nova. Entre 19 e 24 de agosto, a praia do Tarquínio-Paraíso estará interditada. O resto do calendário, que retira cinco dias de banhos a cada uma das praias, ainda não está definido”.

Ainda que a medida de reposição de areias tenha sido aprovada em março por João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente apenas agora é possível avançar o que tem deixado os proprietários dos negócios daquela zona aborrecidos.

“Foi escolhida uma altura péssima. No nosso caso, temos de tirar tudo da praia do Tarquínio-Paraíso a 18 de Agosto. O que fazemos? Não pagamos às pessoas essa semana? Não podiam fazer noutra altura?”, questiona o proprietário do bar Paraíso, Acácio Bernardo.

A Junta de Freguesia da Caparica, afirma que a reposição apenas podia ser feita nesta altura do ano, uma vez que o bombeamento de areia para terra exige uma ondulação abaixo dos dois metros. Em causa estão ainda as marés – a distância entre a baixa-mar e a praia-mar.

O processo terá a duração de 30 a 45 dias e está previsto que comecem por fechar a banhos as praias da Saúde e Nova. De seguida o areal do Tarquínio-Paraíso, entre 19 e 24 de Agosto.

A operação chegou a estar anunciada para Maio, mas acabou por não ter inicio por falta de visto do Tribunal de Contas que continua sem chegar.