Após noite de gritos e lágrimas, a polícia entregou a filha de Bárbara Guimarães a Manuel Maria Carrilho.

Segundo a revista Nova Gente, a polícia retirou a filha de 10 anos de Bárbara Guimarães durante a madrugada de sábado, 20 de fevereiro, após ser chamada a intervir na habitação da apresentadora da SIC, após ser alertada por Manuel Maria Carrilho.

Tudo começou no final da noite de sexta-feira. Dinis Maria, o filho mais velho do ex casal, terá chamado o pai, indicando que Bárbara Guimarães estava “descontrolada”. Carrilho chamou a polícia, até porque na casa estava também a filha mais nova de ambos, Carlota, de apenas 10 anos.

Foi aí que três agentes da polícia se deslocaram a casa de Bárbara Guimarães. Inicialmente, a apresentadora terá resistido um pouco às autoridades, mas logo se acalmou. Os polícias despediram-se então, mas não abandonaram logo a porta da residência. Enquanto aguardavam mais um pouco, ouviram Carlota a gritar.

“Mãe, sai do meu quarto! Deixa-me em paz! Quero descansar!”, gritou a criança, de 10 anos. Perante este cenário de aparente descontrolo, os polícias voltaram a chamar Bárbara Guimarães e combinaram com ela que eles mesmos deixariam as crianças na casa de Manuel Maria Carrilho.

O ex ministro da cultura já tem a guarda do filho mais velho, de 17 anos. Luta agora pela guarda de Carlota. Estes episódios poderiam dificultar mais as coisas para a apresentadora da SIC, quando regressar a tribunal, para disputar a custódia da filha mais nova.