Um pai foi preso após filha confessar na escola que ele lhe deu palmadas fortes. Joaquin Arambula, é deputado estadual da Califórnia e tem três filhos de 3, 6 e 7 anos. Ele bateu na filha mais velha porque ela brincava e fazia muito barulho durante a noite, enquanto eles queriam dormir.

A menina não aceitou aquele ato de violência e, no dia seguinte, contou tudo aos professores na escola que se aperceberam que ela estava com alguns hematomas.

Em entrevista ao ABC 30 a esposa Elizabeth declarou: “Ela estava com raiva, ela estava realmente com raiva pelo facto do pai ter batido nela. Ela acordou com raiva e foi para a escola com raiva e queria ser ouvida”

Após verem as evidências dos ferimentos da criança e rever a declaração da menina, a polícia determinou que Joaquin Arambula era o responsável pela lesão e seria preso.

Em entrevista a ABC 30 o pai disse: “Temos noites em que estamos sobrecarregados e sentimos que temos um trabalho que temos que fazer com os nossos filhos. Naquela noite, foi uma noite em que minha filha não estava a comportar-se bem. É o que os pais precisam ser capazes de fazer, ter algumas regras básicas, para serem bons pais”, disse.

E continuou: “Todos os que nos conhecem sabem que eu sou um pai amoroso. Me preocupo profundamente com minhas filhas e estou apenas passando por um período particularmente difícil e estou tentando fazer o melhor que posso para ser um bom marido e pai, estou tentando juntar todas as peças”, declarou o pai.

Logo após a prisão, Joaquin Arambula foi libertado e não foi formalmente acusado. Os filhos que estavam sob custódia dos avós regressaram ao lar da família 2 dias depois.

Quando perguntado o que ele diria à filha agora que ela voltou para casa. Ele respondeu: “Eu só quero que ela saiba que ela é amada e que o seu pai se importa muito com ela.”