Os “filhos têm obrigação de cuidar dos pais idosos”, afirmou uma advogada especialista de seu nome Antonieta Nogueira.

De acordo com a advogada: “Sobre a questão do abandono, a pessoa não necessariamente precisa abandonar o idoso. O abandono pode ser caracterizado pelo simples facto de se chegar ao imóvel, constatar que o idoso não está a ser medicado adequadamente ou se ele não está a ter a higiene adequada. Isso já é uma questão de abandono”, disse Antonieta Nogueira.

Sobre a mediação com idosos, Antonieta Nogueira refere que: “A cautela que nós temos é uma avaliação de toda a estrutura familiar. O que ele conquistou até hoje chegando nessa trajetória da vida, qual a relação afetiva que ele tem com o património e com a cultura e qual o nível de conhecimento dele para a gente chegar numa negociação.”

“O que nós vamos respeitar numa negociação é essa diferença entre gerações. Os valores atribuídos na geração atual são muito diferentes dos valores atribuídos na geração anterior. É essencial que se tenha esse olhar na hora de fazer a avaliação numa negociação.”, disse.