Nuno Pinto recuperou de um cancro e CR7 incentiva-o a regressar aos relvados. Após ser diagnosticado com um linfoma, o jogador de futebol do do Vitória de Setúbal retirou-se dos relvados para poder tratar-se.

Felizmente, as noticias não poderiam ser melhores, já que depois do maior susto da sua vida e passados quatro meses, o jogador já cumpriu mais de metade das sessões de quimioterapia e o linfoma já não existe.

O jogador disse à RTP que «O que me custou mais não foi a doença em si, foi não poder fazer aquilo que eu mais gosto e fazer aquilo que eu sei, que é jogar futebol. Só o facto se sentir a relva, sentir o cheirinho, treinar com os meus companheiros, faz-me sentir um bocadinho mais útil do que aquilo que eu era», referiu com felicidade por voltar aos relvados.

Nuno Pinto confessa que sempre teve esperança e confiança na recuperação: «Eu sabia que tinha de ganhar. E felizmente as coisas têm corrido bem e já estou limpo. Já não tenho nada, apesar de ter de fazer os tratamentos até ao fim. E foi mais um desafio ganho.»

E vai ainda mais longe:
«Nunca me passou pela cabeça que eu não ia conseguir.»

No decorrer dos ciclos de quimioterapia, Nuno Pinto recebeu um incentivo muito especial.

«Comecei os tratamentos no IPO de Lisboa no dia 9 de Janeiro, no dia 8 de Janeiro eu estava em casa, com a minha mulher e com os meus filhos e estava ali um bocado mais em baixo. E quando recebo o vídeo do capitão da seleção nacional, o melhor jogador do mundo, e começo a ver… Emocionei-me. Foi dos poucos momentos em que me emocionei», disse Nuno.

O jogador é casado e tem três filhos. De acordo com o mesmo: «Nunca tive momentos de dúvida, mas tive momentos difíceis, em que estou em casa à noite e levanto-me, sem sono, e começo a olhar para a minha mulher, para os meus filhos, e fico ali mais sensibilizado», disse.

«Não é fácil, não foram momentos fáceis. Ao ponto de ir ao quarto deles, olhar para eles e pensar para mim mesmo: ‘eu vou conseguir por vocês’. É isso que me puxa para cima e nunca pensar em coisas negativas.», verbalizou.

Partilha