As noticias alarmistas sobre a Peste Negra estão a deixar os cidadãos indignados. Com o medo causado pela pandemia de COVID-19, o oportunismo para dar a entender que pode estar a caminho mais uma peste devastadora está a fazer rolar muita tinta.

Esquecem-se de dizer, ou dizem só nas últimas linhas do artigo algo muito importante: hoje em dia a doença é tratável com antibiótico e todos os anos surgem pequenos surtos, que são facilmente controlados.

Além disso são necessárias condições muito específicas de falta de higiene para a doença se propagar, razão pela qual se revelou mortífera no período medieval.

A doença transmite-se, regra geral, através de roedores, com pulgas infectadas com a bactéria yersinia pestis, podendo também ser transmitida quando se está em contacto com um cadáver infectado. Assim, não é de estranhar que cidadão infectado é um pastor.

Esta “peste bubónica” aparece todos os anos e não podemos considerar uma noticia alarmista como querem fazer entender os meios de comunicação social.