O “Dentista milionário” Maló alegou insolvência por estar na penúria. De acordo com informação do Jornal de Negócios: “A insolvência pessoal do médico e empresário foi decretada pelo Juízo de Comércio do Barreiro, do Tribunal da Comarca de Lisboa, a pedido da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que há vários anos que vinha tentando, sem sucesso, cobrar uma dívida de que o agora insolvente é fiador e que ultrapassa os oito milhões de euros”.

O Médico dentista informa que “não tem, de momento, rendimentos nem património que lhe permitam proceder ao pagamento da dívida descrita pela requerente”.

Segundo a sentença de insolvência pessoal do antigo dono da Malo Clinic: “das pesquisas realizadas pelo agente de execução em 23 de março de 2021, resulta a inexistência de bens passíveis de penhora e que a última remuneração conhecida e declarada data de outubro de 2019, no montante de 29.042,11 euros”, revela o mesmo Jornal.