O austríaco, amigo de Brueckner diz que Maddie foi vendida a uma rede marroquina. Michael Tatschl, disse que o alemão seria o autor do crime e m entrevista ao jornal britânico “The Telegraph”, ele disse que Brückner tinha “problemas” e que acredita que ele tenha vendido a menina, na época com apenas três anos, para um rede de crimes.

“Ele era um pervertido e mais do que capaz de raptar uma criança. Eu acho que ele provavelmente vendeu Maddie para alguém. Talvez uma rede. Eu morava com ele , era o meu melhor amigo. Eu sei que foi ele”, afirmou.

Tatschl disse ainda que o ex-amigo se gabava de assaltar apartamentos de turistas ricos e vangloriava-se de “vender crianças”: “Ele roubou dinheiro, objetos de valor e passaportes. Tinha um esconderijo em sua casa, no telhado, e o dinheiro e os passaportes ficavam escondidos lá”, contou.