Juíza do Tribunal Constitucional é filha de ex deputado do PS. Este é mais um nome para anexar à lista das nomeações familiares do Partido Socialista.

Mariana Canotilho é filha de Gomes Canotilho e tomou posse como juíza do Tribunal Constitucional, por indicação do PS.

As nomeações cruzadas entre “amigos”, continuam a acontecer. Por seu turno, o PCP e BE não se manifestam em relação ao assunto.

Mariana Canotilho, já era assessora do presidente do TC, Costa Andrade e recebeu elogios por todas as bancadas, sem exceção, do CDS-PP ao PCP.

Doutorada em Direito Constitucional Europeu pela Universidade de Granada (Espanha), mestre em Direito Constitucional Europeu (Universidade de Granada) e em Direito Público (Universidade de Coimbra).

Mariana possui uma experiência acumulada de cerca de dez anos como assessora dos presidentes do Tribunal Constitucional e lecionou disciplinas do Direito na Universidade do Minho e na Universidade de Coimbra.

Mariana Canotilho foi eleita pela Assembleia da República com 148 votos a favor, 35 brancos e 19 nulos. A nova juíza obteve mais do que os dois terços necessários à sua eleição (135), dado que votaram 202 deputados, disse na altura um dos secretários da mesa da Assembleia da República.

Créditos: Observador