Homens de verdade não humilham suas mulheres, eles ajudam-nas a prosperar! É incrível ver como o sentimento machista tem o poder de transformar desde um homem sem nenhuma civilidade até homens e mulheres cultos em seres de mentes pérfidas e selvagens, sem nenhum carácter.

Por vezes me surpreendo com a magnitude da tolerância que tantas pessoas têm em relação ao que acontece na intimidade das suas vidas amorosas.

O que leva uma pessoa a conviver com um parceiro que não perde uma oportunidade de rebaixá-la tanto na intimidade como na vida em sociedade?

Em muitos casais, aquele que é objeto do amor sabota a autoestima do que ama de modo mais explícito e dedicado: vai direto aos pontos fracos.

A primeira ideia que me ocorre quando alguém se empenha tanto em rebaixar o parceiro é que seja em função de um forte sentimento de inveja.

Outra razão para que o parceiro sentimental se disponha a minar a autoestima do que deveria ser objeto de carinho e estímulo: a insegurança.

Os mais inseguros não estimulam o desenvolvimento dos seus parceiros sentimentais porque isso pode vir a determinar o fim do relacionamento.

Os mais inseguros e invejosos têm consciência de que não são bons companheiros, de modo que “detonam” os seus parceiros por medo de rejeição.

Os que humilham e rebaixam os seus parceiros são os mais inseguros. Quem está bem não age assim; existem outros meios de atenuar a insegurança!

“Qualquer homem que humilha uma mulher sem motivo é um completo idiota. Há bilões de homens bonitos, disponíveis e maravilhosos no mundo além do Maurício. Ela precisa se livrar dele como quem se livrar de um mau hábito e voltar ao campo de batalha”, afirma a autora de “Deixe os homens aos seus pés”, afirma a escritora Marie Forleo.