“Fui eu que matei o Luís”, disse Rosa Grilo sem dó nem piedade numa chamada telefónica feita na cadeia de Tires e divulgada na Internet. No telefonema, com João de Sousa, ex-inspetor da PJ, a viúva de Luís Miguel Grilo diz: “Fui eu que matei o Luís”.

Ela diz ainda que a tese dos angolanos era falsa. A confirmarem-se estas declarações, esta é a primeira vez que Rosa confessa o crime.

Relembre-se que “Três advogados pediram escusa, mas agora já tenho um advogado oficioso”.

O ex-inspetor condenado dizia que iria continuar a divulgar estas conversas.