Um filho abandonou os pais num café após estes terem sido despejados. Hilda tem 86 anos e Hugo 92 anos. O casal de idosos foi deixado na passada quinta feira por um dos seus filhos por mais de sete horas num café, passaram a noite na casa do outro filho:

“Estamos bem”, afirmaram, mas necessitam de um lugar para ficar, apontao jornal La Capital.

O casal foi despejado e deixado por um dos seus filhos num café, na área de 27 de Febrero e Corrientes, na Argentina. Ficaram à espera do filho mais de sete horas, mas este não apareceu para os ir buscar, como havia prometido.

Os idosos estavam em casa quando foram surpreendidos por uma imobiliária. As dificuldades económicos levaram os proprietários a perder a paciência e a ordenar o despejo.

“Não conseguimos perceber bem o fundamento”, disse mais tarde Hilda. O casal ia tentar encontrar uma solução juntamente com o filho que vivia com eles.

O caso espalhou-se por todo o mundo e continua a impressionar a comunidade local. Hugo (92 anos) e Hilda (86) tiveram que deixar o apartamento em que moravam por não poderem continuar a pagar.

O filho, por sua vez, levou-os de táxi até ao café onde os deixou com a promessa de volta, mas nunca mais regressou. Café esse onde iriam almoçar os três, mas o filho também de seu nome Hugo disse: “Almocem com calma. Eu vou tratar desta situação, volto já“. Depois abandonou o local e nunca mais voltou.

Filho abandona pais num café

Inicialmente não estranharam a demora. Afinal, a situação era ainda confusa e estava muita coisa pendente ainda por resolver. Conforme as horas passavam, os próprios funcionários do café começaram a comentar o atraso. “Porque é que o Hugo está a demorar tanto?”, questionou Hilda ao marido, que não conseguia responder.

Os idoso, expulsos da sua casa, passaram a noite na casa de Raul, um outro filho, que foi procurá-los na esquadra policial, para onde foram levados, depois de contatá-lo.

Já perto dos seus pais, Raúl disse: “Lamentavelmente os meus pais foram despejados porque não conseguiram pagar a renda. O meu irmão, de acordo com aquilo que a minha mãe me contou, deixou-os num café para almoçarem e não apareceu mais”, disse.

Actualmente, além de tentar encontrar onde possam viver, a maior preocupação de Hugo e Hilda é recuperar os seus pertences, incluindo a roupa.

“Queremos voltar a ficar juntos debaixo do mesmo tecto, como deve ser, e pagar o aluguer. Vivemos com pouco, somos felizes juntos, mas temos que sobreviver”, afirmou Hilda.