O emplastro deu show e ficou IRRECONHECÍVEL depois de transformação. De seu nome Fernando Santos, mas mais conhecido como o «emplastro» que aparece em tudo o que é evento, ele fez uma campanha para a agência de comunicação Claim.

«Escolhemos o Fernando porque ele é um bom desafio», pode ler-se no vídeo do making of divulgado na página da empresa. «Acreditamos que mudanças positivas acrescentam valor», afirmam.

Emplastro dá show

O estilo é claramente de personagem Don Corleone, do filme O Padrinho, e que tem feito muito sucesso nas redes sociais.

Emplastro dá show

Fernando Santos, tem 46 anos, nasceu no dia 25 de abril. É o sócio número 47560 do Futebol Clube do Porto e 19443 do Boavista. Tem casa na Madalena, Vila Nova de Gaia, mas prefere dormir em aeroportos.

Continua a colar­-se aos diretos das televisões e aparece em todo o lado. Estádios, igrejas, tribunais, manifestações, discotecas. Não usa telemóvel, tem uma agenda preenchida e adora viajar de avião.

Fernando não sabe ler, apenas consegue assinar o seu nome. Conhece os números, lê­‑os bem nos ecrãs dos horários dos aviões. «O aeroporto é meu», repete cinco vezes.

É presença assídua dos diretos de jogos de futebol, mas costuma aparecer onde há uma câmara a filmar ou a fotografar. Ainda há poucas semanas, surgiu nos diretos no campus de Justiça de Lisboa a propósito da Operação e­‑Toupeira, ao lado dos advogados do processo que iam prestando declarações antes das medidas de coação serem divulgadas.

Fernando não sabe ler, apenas consegue assinar o seu nome, devagar com letra arredondada. Conhece os números, lê­‑os bem nos ecrãs dos horários dos aviões. «O aeroporto é meu», repete cinco vezes.

A internet tem dezenas de momentos de Fernando Santos. Existem homenagens com vídeos e fotografias e uma página de Facebook com o nome Emplastro apresentado como figura pública e com imagens e episódios do mesmo. Existem ainda fotomontagens com a sua figura ao lado de Jennifer Lopez, na capa da revista Time, atrás da Mona Lisa, em fotos de família dos políticos portugueses.

O momento mais marcante será sempre o o direto da SIC Notícias no jogo Sporting­‑Porto há uma década, em que o jornalista Miguel Guerreiro fez de emplastro do Emplastro, passando para trás de Fernando Santos antes de passar a emissão para o estúdio. Esse episódio atravessou fronteiras e fez parte de um vídeo do programa da MTV Ridiculousness.