Dar limites ao teu filho desde cedo não é ser “rígido”, é educá-lo para ser um bom ser humano!

Das importantes lições que todos os pais devem ensinar aos seus filhos, uma das mais valiosas é a noção de que eles vivem em um mundo compartilhado e que precisam entender até onde podem ir nas suas falas e atitudes.

Estabelecer limites para que eles possam ser adultos conscientes, respeitosos e de bom caráter, é algo que os pais sabem que é extremamente necessário, especialmente num mundo onde parece tão fácil se desviar do caminho certo.

Entretanto, para alguns deles, apesar de compreenderem a necessidade desses ensinamentos, na prática, pode ser muito difícil “podar” algumas coisas em seus filhos, e pecar pela permissividade.

Seja porque foram muito “controlados” durante a própria infância e querem que os filhos cresçam mais livres e independentes, ou porque sentem certo receio de como o “não” impactará os pequenos, esses pais deixam de ensinar e corrigir os filhos em alguns dos momentos mais importantes das suas vidas.

Também por serem guiados pelas opiniões de outras pessoas que não vivem a sua realidade, esses pais começam a enxergar qualquer tipo de limite como uma “punição” e, como consequência, permitem que as crianças façam o que quiserem.

Essa é uma escolha muito arriscada, que não leva muito tempo até provar-se verdadeiramente equivocada.

Ensinar aos filhos que não podem ter e fazer tudo o que quiserem é uma obrigação dos pais, e faz parte de uma boa e saudável criação, que ajudará as crianças a, desde pequenas, conviverem em sociedade, onde as suas vontades não serão sempre aceitas e partilhadas.

Mostrar, através de palavras e exemplos, que o mundo não gira ao seu redor, apesar de gerar certa revolta no início, fará com que as crianças entendam que precisam aprender a ceder e a respeitar as outras pessoas ao seu redor.

Alimentar a crença de colocar limites nos filhos é ser “rígido” demais ou “destruir” a sua infância apenas limita os pais a fazerem o seu papel como responsáveis pela formação dos pequenos.

Todos nós precisamos saber até onde vão os nossos direitos, e esse tipo de ensinamento não precisa sempre ser acompanhado de broncas e situações embaraçosas. É possível educar também através do diálogo saudável, mostrando às crianças que existe uma maneira madura de resolver qualquer tipo de problema.

Se queres que o teu filho se torne um bom ser humano, dá limites a ele desde cedo. Essa é uma das maiores provas de amor que podes lhes oferecer.