Cláudio Ramos desvaloriza animais de estimação e atira: “Os cães são cães e os filhos são filhos”, disse esta manhã no programa ‘Dois às 10’, que foi para o ar ao sábado para fazer concorrência ao “Alô Marco”, da SIC.

Na ‘crónica social’ do programa falou-se da a separação de Isaac Alfaiate e Inês Abrantes, ao que Gonçalo Quinaz começou por dizer: Têm dois cães, que são os filhotes deles, comentou Gonçalo Quinaz.

Cláudio Ramos não se conteve sem responder: “Ai não me venham com essas conversas que eu fico maldisposto. Os cães não são filhos. Os cães são cães e os filhos são filhos. Não me venham com essas coisas“.

Já Cinha Jardim retorquiu: Por amor de Deus. Ah, que horror. É porque não gostas de animais, eu acho isto muito grave, ao que o apresentador referiu: Eu gosto. Uma coisa é a Ruanita [cadela de Cinha Jardim] outra coisa são as tuas filhas“.

Eu tratei a minha Ruanita com o mesmo amor, o mesmo cuidado. Imagina-me tu que eu me separava e tinha de partilhar a Ruanita com alguém, dava-me uma coisa. São as pessoas que menos me chateiam, verbalizou Cinha.

Eu um dia fui jantar a casa dela [Cinha Jardim] e estava um prato a mais na mesa e a cadela jantou ao meu lado, não é mentira. Eu comi sopa ao lado da cadela, completou Cláudio Ramos que teve como resposta da comentadora: Porque a Ruanita jantava à mesa. É verdade, é. Mas a Ruanita era uma pessoa transformada em cão“.