Carlos Santos Silva pagou 22 semanas de férias a Sócrates. Metade das 14 férias luxuosas foi paga pelo amigo quando Sócrates ainda era primeiro-ministro. As férias mais caras foram quando o mesmo viajou para Menorca, nas ilhas Baleares, em Espanha, entre 1 e 15 de agosto de 2008, custou 51 766 euros.

Entre o período de 1 de agosto de 2008 e 17 de agosto de 2014, Sócrates esteve com Santos Silva em Veneza, ilhas Baleares, Grécia, Cabo Verde e Algarve. Ao todo, o antigo primeiro-ministro teve 158 dias de férias pagas, ou seja, 22 semanas e meia.

As férias tiveram um custo de mais de 360 mil euros.