“Em Portugal, cadastro é currículo” afirmou Paulo de Morais numa publicação na sua rede social facebook há mais ou menos um ano.

“O BPN estava falido. Teixeira dos Santos nacionalizou-o. Mais tarde, o BPN foi vendido ao BIC, a custo zero. E anos depois, o Presidente do BIC é Teixeira dos Santos.”

Terminando com a frase “e Portugal, cadastro é currículo”, Paulo de Morais relembra como o BPN foi aos cofres de todos os Portugueses e ninguém impediu isto.

Há várias pessoas que se insurgem contra isto nos comentários. Paulo Carmo diz que “Infelizmente as elites em Portugal enriquecem à nossa custa, há poucos casos em que o fazem com mérito, sociedade injusta esta , já nos devíamos ter revoltado há muito contra esta corrupção infindável” e Adelino Inácio diz que “No dia das eleições povo prefere ir para praia ou futebol… não muda nada!!!”.

Podes ler o post completo de Paulo de Morais aqui: