Cá em casa há sempre há beijos, abraços, obrigado e bom dia! Passamos muito tempo da vida em nossas casas, e por isso elas precisam ser um lugar de paz, harmonia, felicidade.

As nossas casas são alguns dos lugares mais especiais e importantes para nós. É nelas que crescemos, aprendemos a conectar-nos com a família, onde damos os nossos primeiros passos e também onde vivemos alguns dos nossos momentos mais especiais. Passamos muito tempo da vida nas nossas casas, e por isso elas precisam ser um lugar de paz, harmonia, felicidade.

Quando temos crianças, então, precisamos reflectir ainda mais sobre qual a imagem queremos passar do nosso lar, porque tudo o que for vivido, ficará para sempre nos seus corações e cérebros e influenciará em como elas criarão a própria família.

O mais importante sobre uma casa não é ela ser bonita, cheia de móveis caros ou os melhores carros na garagem, o que realmente devemos prezar é a estabilidade emocional, a referência que proporciona tanto para nós mesmos quanto para nossos filhos. As casas mais felizes não são as mais chiques, são aquelas que abrigam os corações mais felizes.

Na minha casa, apesar de não termos os móveis mais novos ou mais caros, temos algo muito mais importante: energia positiva, alegria e pessoas felizes. Todos por aqui aprenderam como cuidar bem das próprias emoções, lidar com os momentos negativos com muita sabedoria, diálogo e apoio e sempre prezam por viver num ambiente saudável.

Os meus filhos são ensinados a valorizar os relacionamentos acima de bens materiais, e a expressarem-se com mais verdade, através de beijos, abraços, carinhos e palavras bonitas, para que sejam sempre luz para as pessoas à sua volta e para si mesmos.

Uma educação de qualidade também incentiva a construção de valores e princípios desde a infância, que guiarão as crianças nas suas atitudes desde muito cedo e contribuirão para a criação de uma sociedade mais consciente, empática e feliz.

Os pais precisam estar atentos a esses aspectos da criação, comprometendo-se a não apenas falar sobre os assuntos, mas serem exemplos através de suas atitudes, porque as crianças aprendem muito mais com aquilo que veem do que apenas com palavras e precisam de um caminho pavimentado para seguirem.

Quando crescem sob as orientações corretas, elas passam a compreender muito melhor os próprios comportamentos e como o mundo à sua volta se comporta, e constantemente ajustam tudo o que precisa para que tenham uma boa convivência dentro de casa e com todas as pessoas que fazem parte das suas vidas.

O incentivo de valores certos torna os lares mais compreensíveis, aconchegantes e felizes, e é por isso que não devemos cuidar apenas das nossas casas, temos também que cuidar de nós mesmos, porque a nossa energia permanece nesse lugar.

As casas são muito mais que lugares para dormir e comer, são uma oportunidade de construir vínculos profundos e viver os melhores momentos da vida. Cuida sempre da tua!

Créditos: O Segredo

Partilha