Arranjar o filho para ir à escola equivale a um dia de expediente no trabalho, diz pesquisa. Colocar o uniforme nos filhos, fazê-los escovar os dentes, preparar o café da manhã, embalar o lanche, arrumar a mochila… essa é parte da rotina para arrumar os filhos para ir à escola.

Quem ainda não teve filhos não sabe, mas não existe manhã tranquila para os pais que precisam levar as crianças para estudar antes de ir trabalhar.

São tantas tarefas que, ao longo de uma semana, a rotina de arrumar os filhos para a escola equivale a um dia extra de trabalho. Em média, o tempo total gasto é de 10 horas e 15 minutos. Foi o que apontou uma pesquisa realizada pela marca Kellogg’s e publicada no jornal britânico Metro.

Cuidar dos filhos dá muito trabalho: pesquisa comprova

Após entrevistar mais de 2 mil pais e mães sobre as suas rotinas matinais diárias, a pesquisa concluiu que, em média, existem 43 tarefas a serem cumpridas antes de deixar os filhos na porta da escola.

Além de preparar as crianças, a lista incluiu outras necessidades como descongelar o jantar, fazer lista de compras, arrumar as camas, cuidar dos animais domésticos e regar as plantas. A maioria dos pais confirmou que a sensação é de ter trabalhado um dia inteiro antes das 11 da manhã.

Efeitos nos pais

Com tanto tempo dedicado aos filhos durante as manhãs, os pais ficam sem tempo para eles mesmos. Em média, os entrevistados afirmaram que não tomam café duas vezes por semana porque as crianças se atrasam.

Segundo a pesquisa, 43% das mulheres precisam se maquilhar no trajeto para o trabalho, e 52% dos homens fazem a barba no caminho. O maior desafio apontado pelos pais foi fazer com que as crianças saiam de casa dentro do horário.