Pai e filha empregados de limpeza são aprovados na mesma Universidade. João Monte Rodrigues, de 52 anos e a filha Ester Rodrigues, de 17 anos, vão assim poder estudar juntos.

Eles moram no Brasil e João é funcionário de serviços gerais numa repartição pública. Durante 34 anos ele esteve afastado da escola e quando se viu desempregado, ele decidiu voltar à escola em 2012 e acabou por conquistar a sonhada vaga no curso de Engenharia de Petróleo depois que participou do Exame Nacional de acesso à Universidade.

A filha, Ester passou na mesma universidade, no curso de engenharia ambiental e o pai disse em entrevista: “Ainda nem caiu a ficha. (Ser universitário) é grande para mim, um sonho mesmo. Acho que só vou acreditar quando entrar na sala de aula, no primeiro dia mesmo. Estou ansioso. Penso na glória do final, em conquistar uma carreira. Já me considero um grande vitorioso, em chegar até aqui”.

“Foi muito emocionante até porque pensaram que o meu pai estava só me acompanhando. Foi divertido”, diz a filha.

João não conseguiu estudar por ter de conciliar os estudos com o trabalho, ou em outras atividades como empregada de limpeza. As dificuldades também se estenderam à filha Ester. Ambos estudavam juntos até meia-noite para tirar as dúvidas que surgiam na sala de aula.

aprovados na mesma Universidade

“Nessa idade, é mais cansativo, mais difícil, mas conseguimos e terminamos juntos”, contou o estudante.

João agora espera conseguir uma Bolsa do Ministério da Educação. Ele teme ter que deixar os estudos caso não consiga assistência estudantil, já que o curso de engenharia de petróleo tem frequência integral, o impedindo de trabalhar.

Créditos: Histórias com Valor