ALBERTO suicidou-se na Capela do Senhor D´Além [ Vila Nova de Gaia ]. A triste notícia foi partilhada nas redes sociais por João Xavier Melo, indignado e compreensivelmente triste com a situação, assumiu a sua parte de uma culpa que considerou ser de todos nós.

A triste notícia foi partilhada nas redes sociais por João Xavier Melo, indignado e compreensivelmente triste com a situação, assumiu a sua parte de uma culpa que considerou ser de todos nós.

“ASSASSINADO POR TODOS NÓS – Alberto, morador na capela do Senhor d’Além , suicidou-se por enforcamento há uma semana no interior da mesma, depois de ter sido ameaçado/abandonado, pelo Padre da Sé, assistente social, município de Gaia e PSP, se não abandonasse o local que habitava à anos na companhia de 2 cães e alguns gatos. Porque é que ninguém fala disto?! Será que a nossa total ausência de humanidade nem sequer respeita uma tragédia tão grande! Não seria o Alberto um ser humano exatamente igual a qualquer um de nós?”
João Xavier Melo

Desde que a publicação foi feita, e em poucas horas, foi partilhada mais de 1000 vezes e recebeu mais de 100 comentários de pessoas que lamentam o sucedido, recordando Alberto como um homem simples, boa pessoa, que cuidava da ruína da forma que podia, recolhia animais vadios e também com eles partilhava o pouco que tinha.

Era daquelas pessoas que supostamente a igreja preza. Mas que na verdade não convém, porque é má para o negócio.

Que horror!… Que injustiça. O senhor tomava conta da capela em troca de um abrigo. Tinha um cão pacífico que ele fazia questão de prender quando visitamos em grupo fotográfico este local. Pessoa educada…e que acompanhou a visita de Um forma muito profissional e educada.

Reclamo justiça para este senhor. Este mundo está muito complicado. Sempre pensei que com as obras na capela as condições deste senhor iriam melhorar. Tristeza e angústia é que sinto. Quem responde por este acontecimento?!… Quem?!
António Passos

Há também na mesma publicação quem aponte o dedo ao óbvio e doloroso de tudo isto, e que vem ao encontro das palavras de João Xavier Melo quando diz que Alberto foi “assassinado por todos nós”.

Agora que morreu toda a gente fala bem dele e eram grandes amigos… mas quando precisou de ajuda lixavas-te!!! Vão dar banho ao cão, ele precisava de ajuda era quando era vivo, não é agora.

Tiago Araújo